Notícias

Leia mais:Mantas produzidas por apenadas do Presídio Feminino de Itajaí são entregues a Lar de Idosos em...

O Presídio Feminino de Itajaí entregou nesta terça-feira (14) 145 mantas para atender aos 35 idosos da Fundação Lar da Terceira Idade Padre Antônio Luiz dias, de Camboriú. Todas as peças foram confeccionadas por apenadas da unidade, a partir de sobras de materiais usados na confecção de roupas. Essa entrega faz parte de um lote de mais de 1,2 mil peças – entre mantas para adultos e pets – produzidas pelas internas da unidade nos últimos meses.

De acordo com a Diretora do Presídio Feminino de Itajaí, Policial Penal Aline Venâncio Gomes Aguiar, esta é uma ação que traz benefícios para todos. “As internas ocupam seu tempo, aprendem uma profissão, produzem uma peça que irá proteger um idoso do frio e ainda evitam que esse material seja descartado na natureza”, observou.

Além das mantas para os adultos, a unidade também usa os retalhos de tecido da oficina de uma indústria têxtil da unidade para confeccionar mantas para pets. “As internas ficam muito felizes em produzir as peças, independente da sua finalidade da peça,” assinalou. No início do mês foram doadas 150 mantinhas para o núcleo de atenção aos Pequenos Animais de Chapecó. “Também foram entregues outras 100 mantinhas para os pets do Programa Reabilitacão, desenvolvido aqui no CPVI”, informou. Também foram entregues 248 mantas tamanho adulto para o Presídio Masculino de Tubarão; 200 mantas pet para o Doce Lar e Hospedagem e para a Ong Faça o Bem Aonde você pode; 100 mantas pet para o canil da Colônia Penal Agrícola, em Palhoça e mais 350 mantas baby, sendo 50 para a associação Amigos do Morretes de Itapema e outras 300 para a Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social de Camboriú.

A Policial Penal destacou ainda que há um engajamento grande nas internas no projeto, pois é um momento em que elas aprendem técnicas de corte e costura que pode abrir um novo mercado de trabalho, já que o Vale do Itajaí é um importante polo têxtil de Santa Catarina.

Além das mantas para os adultos, a unidade também usa os retalhos de tecido da oficina de uma indústria têxtil da unidade para confeccionar mantas para pets. “As internas ficam muito felizes em produzir as peças, independente da sua finalidade da peça,” assinalou. No início do mês foram doadas 150 mantinhas para o núcleo de atenção aos Pequenos Animais de Chapecó. “Também foram entregues outras 100 mantinhas para os pets do Programa Reabilitacão, desenvolvido aqui no CPVI”, informou. Também foram entregues 248 mantas adulto para o Presídio Masculino de Tubarão; 200 mantas pet para o Doce Lar e Hospedagem e para a Ong Faça o Bem Aonde você pode e outras 100 mantas pet para o canil da Colônia Penal Agrícola, em Palhoça.

A Policial Penal destacou ainda que há um engajamento grande nas internas no projeto, pois é um momento em que elas aprendem técnicas de corte e costura que pode abrir um novo mercado de trabalho, já que o Vale do Itajaí é um importante polo têxtil de Santa Catarina.

Leia mais:Prefeitura valida construção de Penitenciária Industrial em Lages

O Secretário de Administração Prisional e Socioeducativa, Edemir Alexandre Camargo Neto, foi recebido pelo prefeito Antônio Ceron, na última quinta-feira (09), em Lages. Na oportunidade, foram tratadas questões relativas à construção da Penitenciária Industrial de Lages. A nova unidade será instalada numa área de 40 mil metros quadrados, com capacidade para atender 600 internos e será edificada no Morro das Pedras, Bairro Santo Clara, ao lado do Presídio Masculino de Lages.

O Governo do Estado fará a desapropriação do terreno e também vai destinar os recursos financeiros para viabilizar a construção. “Importante ressaltar que esta unidade será um equipamento de segurança pública com uma arquitetura prisional moderna que contempla também espaços para a instalação de empresas, o que gera vaga de trabalho para os internos, salas de aula para ensino formal e profissionalizante, além de ambulatório médico, odontológico, área de convivência, de visita, parlatório, entre outros espaços”, disse o Secretário da SAP, Edemir Alexandre Camargo Neto”.

O Prefeito Ceron ratificou o interesse do município em apoiar o projeto. “Os apenados têm direito a uma nova chance de reescreverem suas histórias. Eles têm família. Pais, esposa, filhos. O Poder Judiciário fez seu papel e, ao obedecerem às regras e respeitarem as normas internas e externas, estes homens terão o apoio do município para reingressarem na sociedade e exercitarem sua cidadania plena. A Prefeitura está de acordo com uma nova unidade prisional de respaldo completo para preparar estes homens a partir do certificado de uma formação escolar e uma profissão, pois aí começa o resgate da dignidade”, esclareceu Antonio Ceron.
O representante da Comissão dos Direitos Humanos da OAB/Lages, Afranio Camargo, destacou que o crescimento das cidades e os conflitos sociais “Há migrações, imigrações e os conflitos sociais são preocupações da OAB. Trabalhamos para a justiça social e defesa dos direitos de recomeço das pessoas”, observou.
Também participaram do encontro o Procurador-geral do Município, Elói Ampessan; o representante da OAB e da subseção de Lages, Gabriel Antunes; a advogada Larissa Sandri Wojcik; o presidente da Câmara de Vereadores, Jean Felipe de Souza; o diretor do Presídio Masculino de Lages, Gilberto Vieira dos Santos, o Procurador do Núcleo de Atendimento Jurídico aos Órgãos Setoriais e Seccionais do Sistema Administrativo de Serviços Jurídicos (NUAJ), Josevan Carmo da Cruz Junior, entre outras autoridades.

Leia mais:SEOP realiza operação Sistema Seguro na Penitenciária da Capital


A Superintendência de Segurança e Operação (Seop) do Departamento de Polícia Penal (DPP) realizou na manhã desta segunda-feira (13) a Operação Sistema Seguro, na Penitenciária da Capital.
De acordo com o Superintendente de Segurança e Operações, Robson de Oliveira, foi ação preventiva para garantir a estabilidade do sistema. “Os policiais penais tem uma rotina básica de procedimentos, mas essas operações mais amplas são importantes para garantirmos a tranquilidade da unidade e manter atividades de ensino e de trabalho, fundamentais nos programas de ressocialização desenvolvidos pela SAP”, assinalou.

A ação foi coordenada pela Seop/DPP e contou com a presença dos policiais penais do plantão da Penitenciária da Capital e equipes especializadas: Grupo Tático de Intervenção (GTI), Divisão de Operações com cães (DOC) e Núcleo de Operações Táticas (NOT) da Grande Florianópolis. Por questão de segurança, os resultados da operação não serão divulgados.

Leia mais:SEOP realiza operação Sistema Seguro na Penitenciária da Capital

Departamento de Polícia Penal

Rua Fúlvio Aducci, 1214, 6ª andar - Estreito

Florianópolis - SC - CEP 88.075-000.

Telefone: (48) 3665 7310  - Horário de atendimento das 12:00 às 19:00 horas.

JSN Boot template designed by JoomlaShine.com